• Napolitano como meu pé

Filme | Para sempre Alice





Enquanto ministrava uma palestra, Alice percebe que esquece uma palavra e se espanta com isso, já que algo parecido nunca tinha lhe acontecido. Depois, durante sua corrida diária, Alice se perde num caminho que sempre fazia. Após isso, vai ao médico e descobre que possui Alzheimer.


O que mais surpreende a ela e seus familiares é o fato de Alice ainda ser nova, e com isso o filme traz ao expectador uma novidade: Alzheimer atinge gente mais nova também e pode ser genético. E Alice, por ser uma intelectual, tem sua degeneração mais rápida.


Daí em diante a história passa a mostrar a rotina de Alice, seus lapsos de esquecimento aumentando e tomando conta de sua rotina e as tentativas de não deixar a doença desestruturar ainda mais a família.


Se o filme não te conquistar, aposto que a Julianne Moore vai. Sou muito suspeita pra falar sobre (até agora só não gostei de um filme que ela esteve presente), mas seus olhares nos prendem e emocionam a ponto de escorrer algumas lágrimas.

Mas o filme é sensível e especial, aposto que vai te encantar também.


Falando em encantar, não é em todas as cenas que isso acontece, mas um recurso incrível foi usado: em alguns diálogos (como a primeira ida ao médico) a câmera fica o tempo todo focada na Alice, nas suas expressões durante a conversa e isso dá um certo desespero e quando a câmera volta ao normal você até estranha!

Bem, o filme dirigido por Richard Glatzer e Wash Westmoreland tem como título original Still Alice e a tradução brasileira não foi muito feliz. Mas né? A gente tenta relevar.


E sim, o filme é baseado num livro com o mesmo título e sim, eu tô louca pra ler!!!

Mas enquanto não chega o dinheiro a hora de ler o livro, eu me contento com filme ><


Quem nos levará a sério estando nós tão distantes do que éramos?

Ah! quase ia me esquecendo! O filme está disponível no Netflix e no Popcorn Time!

#Filme #Vídeo