• Nati Aguilar

Diário da Quarentena | Dos sinais que me ligam ao mundo

Sexta-feira, 20 de março de 2020. Hoje foi o primeiro dia de quarentena pra mim e foi um alívio estar em casa. Me sobrou a preocupação pelos que ainda não puderam parar (entre eles, meus pais).

Mas passei o dia todo com essa sensação estranha, que achei que devia documentar: acordei e já tentei estabelecer uma rotina. Tomei café da manhã, li por meia hora, me troquei, escovei os dentes e comecei a trabalhar. Fiquei feliz em perceber que dei conta do que me propus fazer. Ponto pra mim.

Só que a sensação. Eu não conseguia entender o porque de estar em casa, de estar trabalhando em casa, de ter uma lista de coisas pra fazer. O porque o mundo parece inteiro lá fora mas aqui dentro de mim existe um medo esquisito de não querer nem encostar na porta de casa.

De vez em quando minha amiga me dizia uma notícia lá de fora e vinha com tudo, simultaneamente, duas outras sensações. A de que isso é um absurdo, alguém inventou, é uma pegadinha, o mundo não pode estar desse jeito. A de que é preciso urgentemente se proteger, conversar com quem se puder conversar, matar a saudade por Skype, porque agora não é hora de leviandades.

Parecia que eu estava num buraco, ou caindo nele, me segurando nas bordas que se esfarelavam e se soltavam nos meus dedos em forma de tradução de livro infantil. A rotina era uma cobra comendo o próprio rabo. Eu era um hamster na esteira, fazendo movimentos autômatos e impensados.

Eu percebi que algo estava errado quando sentei no final do dia pra assistir um episódio de Mr. Robot e em determinada cena, a Angela entra num restaurante pra jantar com três caras do trabalho e enquanto o jantar não terminava, eu suava frio e só conseguia pensar em: ela vai pegar o coronavírus.

Nada animador pra um primeiro dia, receio. Mas fiquei feliz que li, que cumpri as metas que criei pro trabalho, que assisti dois episódios de séries, que comi em horários regulares. Hoje em dia, mais que nunca, levantar da cama já é uma vitória muito grande.

#Quarentena

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo